O Cartrophen Vet é um tratamento que possui atividades que trabalham para corrigir o metabolismo subjacente da OA. Ao reequilibrar os processos metabólicos, ele preserva a saúde da articulação e subsequentemente proporciona alívio dos sinais clínicos da OA. As mudanças do Cartrophen com relação à doença são evidentes em seus efeitos de longo prazo. Os benefícios são percebidos por um longo período após tratamento de 4 semanas, com alguns casos postergando novas administrações por até um ano. O Cartrophen Vet provou ser eficaz em 80% dos animais tratados, veja mais em “Segurança” e em “Eficácia”.

Foi demonstrado que o Cartrophen Vet exibe os seguintes modos de ação:

•    Estimula a produção de cartilagem – estimula os condrócitos para sintetizar a matriz cartilaginosa
•    Melhora a quantidade e a qualidade do líquido sinovial – estimula a biossíntese de sinoviócitos do ácido hialurônico, aumentando a quantidade e o peso molecular
•    Estimula a atividade com células tronco e a diferenciação das células da cartilagem – promove a proliferação da MPC (células precursoras mesenquimais). Isso é relevante com a presença de MPCs elevadas na cartilagem artrósica.
•    Aumento do suprimento sanguíneo e da nutrição da articulação e do osso subcondral  – mobiliza depósitos de trombos e fibrina, lipídios e colesterol em tecidos sinoviais e vasos sanguíneos subcondrais para permitir que mais sangue flua para áreas importantes da articulação sinovial.
•    Propriedades anti-inflamatórias  – as atividades anti-inflamatórias do PPS foram consistentemente demonstradas em modelos diferentes de inflamação grave.
•    Inibe enzimas que degradam a cartilagem  – a enzima catabólica de colagenase é inibida pela estimulação do inibidor tecidual de metaloproteinase
•    A maior produção de enzimas de eliminação de radicais livres – estimula as enzimas de eliminação de radicais livres superóxido dismutase e lipase
•    Estimula importantes fatores de crescimento que promovem o crescimento da cartilagem – aumenta a produção do fator de crescimento semelhante à insulina (IGF-1) que estimula a incorporação de sulfato e estimula o crescimento da cartilagem
•    Afinidade pela cartilagem – a forte aderência do princípio ativo na proteína da cartilagem gera concentrações terapêuticas por até 4 dias (dados no arquivo da Biopharm Australia Pty Ltddados internos)
•    Inibe e modula uma série de substâncias tóxicas – como mediadores pro-inflamatórios, aminas bioativas como: histamina, serotonina, radical livre superóxido, enzimas como elastase, hialuronidase, catepsina, enzima conversora de THF-α (TACE) e proteínas do sistema complemento que são implicadas na degradação dos componentes da matriz da cartilagem

fig1